Valorizar e cuidar do capital humano é o investimento mais rentável que uma empresa pode fazer.

Emoções

Gerenciando a

Organização

Como está o E.G.O corporativo da sua empresa?

Adequar o ambiente emocional corporativo (ou EGO corporativo) ao panorama social do século XXI significa tratá-lo como um patrimônio a ser cuidado, aspecto esse pouco notado pela grande maioria das empresas por ser um ambiente basicamente subjetivo, porém que exerce enorme influência nos objetivos finais de qualquer empresa. O ego corporativo deve ser: percebido, analisado e cuidado.

Em nossa assessoria, o ego corporativo será detectado e avaliado através de uma pesquisa online feita com os funcionários em caráter anônimo para que estes possam se expressar livremente como estão emocionalmente na empresa na qual trabalham. Com os dados coletados, e questões conflitivas e negativas detectadas, o passo seguinte é oferecer aos funcionários a possibilidade de fazer terapia online.

A terapia online para empresas é uma ferramenta inédita, pois possibilita que uma empresa ofereça aos seus funcionários um canal para que estes possam filtrar, separar e manejar as questões emocionais em prol de um ótimo ego corporativo. O foco deste inédito trabalho, realizado em parceria com a Empresa Projeto Invictus (www.projetoinvictus.com), será oferecer ao funcionário um suporte emocional para que este possa estar em harmonia com o aspecto profissional.

Projeto Invictus

É inegável a interferência do aspecto humanístico nos processos corporativos, entretanto, por incrível que pareça, muitas empresas gastam milhões em logística e tecnologia e esquecem as consequências negativas que um ambiente social mal estruturado podem fazer com os objetivos organizacionais. Projeto Invictus significa assessoria jurídico financeira e psicanalítica, proporcionada pela empresa, aos seus colaboradores e dependentes, visando a valorização e harmonização do capital humano, integrando-o na empresa, gerando maior comprometimento¸lucratividade, produtividade, redução do passivo trabalhista e previdenciário e valorização da imagem da empresa.

Aspectos do capital humano passíveis de aplicação do trabalho do Projeto Invictus:

  • Descomprometidos
  • Desfocados
  • Conflitivos
  • Insatisfeitos
  • Alto absenteísmo
  • Altos índices de processos trabalhistas
  • Funcionários desmotivados
É preciso admitir que até o momento somos obrigados a aceitar sem questionar, muitas ocasiões a necessidade de se adaptar, fingindo posturas e traindo os próprios princípios em prol de uma promoção por exemplo, ou simplesmente em prol da manutenção do emprego. Adotar papéis - arquétipos inadequados a situação e principalmente aos nossos princípios e convicções de personalidade cria um ambiente sujo e cheio de interferências negativas para o surgimento de idéias e ações prósperas para os objetivos da empresa, abrindo assim um abismo entre o Ideal de empresa e a Empresa Ideal.

Mas em que momentos estes papéis /arquétipos aparecem negativamente no ambiente corporativo?

  • Em ambientes repressivos que intimidam e desencorajam a espontaneidade e a livre expressão.
  • A adoção de comportamentos e posturas supérfluas na presença de chefes.
  • Existência de assédio moral/sexual em conjunto da impossibilidade de denúncia do fato em função de relações de dependência de diversas naturezas.
  • Falta de posicionamento claro por parte da empresa em caso de relacionamentos amorosos entre empregados.
  • Interferência de problemas pessoais que poderiam ser amparados por parte da empresa.
Interferência de problemas pessoais que poderiam ser amparados por parte da empresa.

Estes e muitos outros fatores negativos criam dois mundos paralelos no ambiente corporativo. Um mundo dominado pela superficialidade, competitividade negativa, falta de engajamento e comprometimento e outro dominado pela frustração, desânimo, e desabafo de grandes idéias e oportunidades de negócio em segredo pelos corredores da empresa.

Neste panorama, temos por um lado a superficialidade do Ideal de empresa, fomentando a individualidade e o narcisismo e por outro a Empresa ideal, um profundo e vasto manancial de idéias e possibilidades escondidos e reprimidos por um ego corporativo desencorajador e sem autenticidade.

E como seria um processo de desintoxicação corporativa?

Primeiro é necessário conscientizar os lideres da empresa a reconhecer a existência deste abismo no ambiente e estar com coragem e dispostos a promover mudanças.

A detecção é feita em primeiro lugar, oferecendo aos empregados a possibilidade de se expressar anonimamente as questões relacionadas a abertura comunicacional e emocional na empresa, expectativas sobre crescimento e contribuições para o crescimento da empresa.

Estabelecido o panorama, discute-se a necessidade de ações no sentido de transformar o ambiente corporativo para algo mais promissor, empolgante e propício a contribuição espontânea e comprometida dos empregados.

A partir disso, em parceria, terapeutas e líderes da empresa tomam medidas no sentido de harmonizar o ambiente corporativo e torná-lo mais próspero e lucrativo.

Psicanálise na Empresa

Em investigação, foram detectados mais alguns aspectos emocionais que mais interferem no andamento próspero em empresas:

  • Divergências de relacionamento com a chefia
  • Questões de relacionamento amoroso
  • Conflitos com divergência de idéias
  • Resistências emocionais quanto a mudanças de âmbito organizacional
  • Luto
  • Variações emocionais em decorrência de alterações hormonais, principalmente em mulheres
  • Conflitos com motivações que não pertencem ao ambiente profissional
  • Desvio de foco do funcionário quanto aos objetivos da empresa

Todas estas questões podem aparecer em um indivíduo separadamente ou em conjunto e constituem interferências negativas no ego profissional.



Fluxo de procedimentos para solicitar uma consulta

facebook_page_plugin